- PUBLICIDADE -

A política suja no Distrito Federal!

Para quem acompanha meus comentários na seção política do blog, talvez não seja nenhuma surpresa alguns acontecimentos. Muita coisa ainda virá. Março, possívelmente, será o mês em que todos os “corruptos” serão arrastados para o mesmo buraco. O objetivo é nivelar por baixo. Isso ficou claro, após algumas declarações de políticos influentes em nossa cidade.
Deixo para nossa reflexão o texto retirado do blog da Samanta:
“Quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010
E OS DISTRITAIS CONTINUAM TRAMANDO …
O jogo nos bastidores da Câmara Legislativa ontem foi duro. Os distritais definiram dois placares para o relatório do corregedor Raimundo Ribeiro. Ou três deputados renunciam ou nove vão para a degola. Incluindo o recém-empossado presidente da Câmara Legislativa, Cabo Patrício (PT).
Em princípio, o relatório a ser apresentado pelo corregedor Raimundo Ribeiro (PSDB) seria pela abertura de processo de quebra de decoro parlamentar contra os oito deputados distritais envolvidos nas denúncias da Caixa de Pandora. E apontando culpabilidade de três: Eurídes Brito (PMDB), Leonardo Prudente e Júnior Brunelli (PSC).
Os três se rebelaram. Prudente, que anda desaparecido, esteve na Câmara ontem só visto a portas fechadas. Eurídes Brito chegou a chorar durante a reunião com os deputados distritais em que se discutia o futuro deles. Foi pressionada como os outros dois a renunciar. Bateu pé. Os três conseguiram reverter o cenário e convencer os demais de que não vão para a forca sozinhos. Entre os argumentos, a lembrança de que 19 deputados distritais aprovaram o PDOT e que, segundo depoimento de Durval Barbosa, cada um teria recebido R$ 420 mil de emissários de Arruda.
Enfim, a maioria dos deputados da antiga base aliada de Arruda “sugeriu” então a Raimundo Ribeiro que colocasse não somente os oito deputados no relatório, mas também Cabo Patrício (PT) no corredor da cassação. Patrício não está nas denúncias da Caixa de Pandora, mas é acusado de “carteirada” e de ter beneficiado na aprovação de projeto de lei interesses de empresas da família de Prudente.
No final das contas, a trama é pela salvação completa ou pelo suicidio coletivo. Para o PT seria desconfortável a situação de ter um nome no relatório. Tudo para Raimundo Ribeiro receber outro tipo de pressão, a do alívia geral.
Foi nesse clima que a Câmara adentrou a noite de ontem. Resta saber como a novela se desdobrará hoje. Raimundo Ribeiro se viu em meio ao tiroteio entre a pressão dos colegas para a renúncia de Eurides, Prudente e Brunelli, depois da base para incluir um petista no relatório e, por fim, dos petistas para retirar Cabo Patrício da confusão.
A solução seria um parecer apenas relatando os fatos sem juízo de culpabilidade algum. Wilson Lima, o governador agora em exercício, participou das conversas.”
Fonte: http://www.dzai.com.br/blog/blogdasamanta
Enquanto eles tentam se nivelar por baixo, nós temos que nivelar por cima!
Chega de Corrupção e Bandidagem na política do DF. Vamos refletir sobre nossas escolhas. Somos resultado delas!!

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -