- PUBLICIDADE -

Criação de Companhia Independente no DF!

O governo do DF passa por uma crise jamais vista, mas a administração não pode parar…
Hoje foi criada uma nova Companhia Independente na estrutura da PMDF, ligada diretamente ao Comandante do CP. Agora temos um Batalhão de Operações Especiais e uma Companhia de Rondas Ostensivas Tática Motorizadas…
A Polícia Militar caracteriza-se pelo uso da farda e sua “ostensividade” na manutenção da “ordem”…
Em minha opinião, o BOPE passa a ser mais especial e a ROTAM ainda mais responsável pelo policiamento motorizado. Pelo jeito teremos muito PO (Policiamento Ostensivo), muito PCS (Posto Comunitário de Segurança) e muita ROTAM (Rondas Ostensivas Tática Motorizada)…
Tudo que vier para melhorar a segurança em nossa cidade é bem vindo…
Espero que essas mudanças não fiquem somente no papel ….muita coisa está mudando em nossa estrutura para nos adequarmos as novas vagas criadas pelo PCS (Plano de Cargos e Salários). As principais mudanças ocorrem na BASE e no TOPO da EX-PIRÂMIDE…Deixamos de ser uma estrutura pirâmidal e passamos a ser algo ainda “não definido”…
A polícia deixa de ter em seus quadros de praças, uma maioria de SOLDADOS e passa a ter SARGENTOS como maioria, quase que esmagadora, nos próximos anos. Juntando-se os CABOS, os graduados tornam-se a “BASE” da PMDF. Soma-se a tudo isso um curso de Tecnólogo em Segurança com alta dosagem sociológica, o que não poderia ser diferente, pois o projeto adequa-se a visão do Governo Federal, que é progressista (Marxista em sua maioria) e futuros soldados altamente organizados e politizados, basta ver a luta deles e o site criado para debater suas idéias (aprovadospmdf.com.br). Nesse espaço, apesar de comentários, muitas vezes fora da realidade, muitos demonstram boa base política e ideológica…
Em outra oportunidade falarei sobre essa mudança e que reflexos poderemos ter no futuro, já que os sargentos possuem maior autonomia dentro da instituição (pelo menos mais autonomia que os soldados – essencialmente elementos de execução), creio que é um passo importante para uma possível DESCENTRALIZAÇÃO DE PODER dentro da instituição…
A criação de novas unidades, comandadas por coronéis também será de fundamental importância nesse processo, além, é claro, do fim das promoções por merecimento, o que só ocorrerá no último posto, dando maior autonomia aqueles que estão em posição intermediária, ou que não almejam a submissão política…
Vejo profundas mudanças em nossa instituição com a aprovação de nossa lei de cargos e salários e nossa reestruturação interna para nos adequarmos a nova lei…
Creio que a mudança cultural pregada há mais de um ano nesse blog está mais próxima do que sonhei um dia….
Diário Oficial do Distrito Federal
Nº 236, terça-feira, 8 de dezembro de 2009
DECRETO Nº 31.130, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009.
Cria na estrutura organizacional da Polícia Militar do Distrito Federal, a Companhia Independente de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas – ROTAM.
O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 100, inciso VII, da Lei Orgânica do Distrito Federal, combinado com o disposto no artigo 48, da Lei nº 6.450, de 14 de outubro de 1977, DECRETA:
Art. 1º. Fica criada, na estrutura organizacional da Polícia Militar do Distrito Federal, a Companhia Independente de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas – ROTAM, subordinado diretamente ao Comandante do Comando de Policiamento – (CP) da PMDF, com estrutura de Companhia Independente da Polícia Militar do Distrito Federal.
Art. 2º. A Companhia Independente de Rondas Ostensivas Táticas motorizadas – ROTAM, terá sua sede em Brasília, em local a ser designado pelo Comandante do Comando de Policiamento – (CP).
Art. 3º. Todos os componentes da atividade fim da Companhia Independente de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas – ROTA, deverão ser habilitados para realizarem atividades de Rondas Ostensivas Táticas.
Art. 4º. A Companhia Independente de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas – ROTAM terá com exclusividade as seguintes atribuições:
I – Patrulhamento Ostensivo Tático;
II- Aplicar as alternativas táticas da doutrina de Gerenciamento de Crises;
III- Apoiar os diversos órgãos da Secretária de Estado de Segurança Pública do Distrito Federal;
IV- Apoiar a Defesa Civil, nos casos de calamidade pública;
V- Ocupação de pontos sensíveis;
VI- Atuar em todo Território Nacional mediante convênio;
VII- Executar outras missões determinadas pelo Comandante Geral da PMDF.
Art. 5º. A Companhia Independente de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas – ROTAM, adotará a seguinte estrutura organizacional:
I- Comando;
II- Subcomando;
III- 1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 5ª Seções (Estado Maior);
IV- Equipes de ROTAM
Art. 6º. Os Órgãos internos da Companhia Independente de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas -ROTAM, terão suas competências definidas em regimento interno.
Art. 7º. Fica o Comandante Geral da PMDF autorizado a aprovar no prazo de 90 (noventa) dias, a contar da data de vigência desse Decreto, o Regimento Interno da Companhia Independente de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas – ROTAM.
Art. 8º. O Quadro de Organização e Distribuição do Efetivo da Companhia Independente de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas – ROTAM, respeitados os quantitativos constantes da Lei de Fixação de Efetivo, será aprovado pelo Comandante Geral e Publicado em Boletim Reservado da Corporação.
Art. 9º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
Art. 10. Revoam-se as disposições em contrário.
Brasília, 07 de dezembro de 2009.
122º da República e 50º de Brasília
JOSÉ ROBERTO ARRUDA

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Notícia anterior
Próximo notícia
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -