- PUBLICIDADE -

Proposta salarial para PMDF!

Sempre afirmei nesse espaço que a política do “trio elétrico” deve dar espaço a política “dos bastidores”.

Nós policiais militares temos a obrigação de aprender a fazer lobby. Precisamos nos empoderar para termos a credibilidade necessária perante a sociedade, só assim atingiremos nossos objetivos. É um processo lento.

Tenho acompanhado a evolução de vários grupos dentro da corporação que buscam esse empoderamento. Vejo com grande satisfação a criação de blogs com esse fim. O Blog do Halk e a Rede Democrática são um bom exemplo. Sempre admirei as colocações do Halk. Um jovem policial que tem muito a contribuir para nossa corporação.
Gostei muito das propostas apresentadas pelo Halk em seu blog. Espero que o Governador Agnelo possa apreciá-las e que algumas possam ser aproveitadas. Um fator importante, em minha opinião, é a diferenciação salarial entre quem entra e quem já está a mais tempo na corporação. É injusto um policial com 15 anos de serviço ganhar o mesmo que outro policial que entrou recentemente, ainda mais quando nossa única opção de progressão na carreira é o tempo de serviço…
É preciso diminuir a distância salarial entre quem está no topo e quem está na base da pirâmide. A gratificação por tempo de serviço (uma  boa gratificação, diga-se de passagem) pode ser uma alternativa!
Precisamos rever essa injustiça…

PROPOSTAS DOS PRAÇAS DA PMDF AO CANDIDATO AGNELO QUEIROZ (0S 13 EIXOS)

BRASÍLIA, SETEMBRO DE 2010
13 Eixos principais dos anseios dos praças da PMDF
1- Desmilitarização e unificação das forças policiais, tendo o Distrito Federal como projeto piloto desta nova realidade, apoiando e articulando junto a bancada federal no congresso, acerca da aprovação das PEC,s que tratam destes temas;
2- Nova lei salarial: fim do soldo base, transformando todas as gratificações, hoje existentes, em subsídios com progressão salarial automática por tempo de serviço independente da graduação;
3- – Política de equiparação salarial com a Polícia Civil. Política esta que consiste em dar reajustes com percentual diferenciado para o alcance da meta;
4- Proporcionalidade dos subsídios entre praças e oficiais (Ex: Sub-Ten = 60% do salário do Cel, 1º SGT = 60% do salário do TC ,2º SGT = 60% do saláro do Maj; 3º SGT = 60% do salário do Cap; CB = 60% do salário do 1º Ten; SD = 60% do salário do 2ºTen.), Sendo assim, controla-se as diferenças salariais internas, não criando um abismo salarial a cada aumento;
5- Valores dos auxílios fardamento e natalidade igual para oficiais e praças;
6- Indenização de Transporte no contracheque a exemplo dos demais servidores do poder executivo;
7-  Correção do valor do Auxílio Alimentação Valor congelado desde 2003.
8- Correção e isonomia nos valores do auxílio moradia;
9- Implantação do Código de Ética em substituição ao RDE (Regulamento Disciplinar do Exército), acabando com a prisão disciplinar, que humilha o policial, e o fim da classificação de comportamento para praças, equiparando à situação do oficialato;
10-Elaborar uma nova lei de promoção, acabando com o quadro de acesso, permitindo as promoções automáticas;
11-Ampliar o quadro de QOPMA;
12-Uma distribuição proporcional do Fundo Constitucional, afinal, a PMDF por ter um efetivo e um trabalho mais extenso deve estar com parte proporcionalmente maior para aplicação dos recursos, ao contrário do que acontece atualmente;
13-Gratificação de titularidade (pós graduação, mestrado, doutorado e pós doutorado)
13 Eixos para uma PMDF mais forte, eficiente e eficaz para a sociedade do Distrito Federal
1- Registro do TC (Termo Circunstanciado) por policiais militares, garantindo um atendimento ágil para a população e eliminando horas de espera em uma delegacia;
2- Monitoramento por câmeras Eixo Monumental, Esplanada, Aeroporto, Setor Comercial Sul, Rodoviárias, Zonais Centrais das cidades satélites e demais locais de grande aglomeração de público.
3- Investimentos para reaparelhamento da PMDF em consonância com os demais órgãos componentes da segurança pública, com vistas a prestação de serviços de melhor qualidade ao cidadão, evitando que um ou outro órgão receba equipamento melhor, ressalvados, equipamentos específicos.
4- Investimentos em tecnologia da informação, principalmente, recursos de comunicação para otimizar a atividade operacional.
5- Descentralização da CIAD, direcionando as chamadas do 190 para as satélites de onde foram originadas, dando mais celeridade ao tempo de resposta das ocorrências a exemplo do que ocorre na PMGO.
6- Continuidade do projeto Policial do Futuro, com intuito de garantir a continuidade na formação superior dos profissionais da PMDF.
7- Recomposição do efetivo.
8- Extinção total e ou realocamento de Postos Comunitários.
9- Premiação para o cumprimento de metas de redução criminal.
10- Fim das guardas dos quartéis, substituindo os policiais por vigilantes, medida que poderá liberar mais policiamento para a atividade fim.
11- Acabar com o CFO(Curso de Formação de Oficiais) para o público externo, proporcionando aos policiais militares mais uma possibilidade de ascensão profissional justa e uma concorrência menos desleal que a atual;
12- Reavaliação de todos os integrantes da corporação para adequar o perfil de cada um na sua área de atuação e diminuir a falta de aptidão para o serviço de rua.
13- Criação de legislação específica que dê amparo ao policiamento velado da corporação(P2), tornando-o mais eficaz e eliminando questionamentos a respeito do trabalho desenvolvido.

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -