- PUBLICIDADE -

Honestidade é tudo, parabéns!

A falta de tempo e acesso a internet está me atrapalhando dar continuidade ao Blog, mas em breve esse fato será resolvido…
Mesmo diante das dificuldades não poderia deixar de comentar esse fato que ocorreu em Brasília. Se não fosse a triste realidade de nosso país isso seria um fato rotineiro, mas em decorrência de alguns “desvios” de conduta em nosso meio é bom parabenizarmos os policiais que atuaram nessa ocorrência!
A única observação é quanto a fala do policial. Devemos prestar atenção as nossas declarações. A fala dá a entender que houve um “FLAGRANTE PREPARADO”… (Devemos evitar frases do gênero: “O que a senhora me sugere?” e afirmações do tipo: “Então decidimos armar o flagrante!”…)
Isso não tira o brilho da ocorrência é apenas para aprendermos com nossos erros. Quanto menos falarmos nessa situação melhor!

Funcionária do Senado presa em flagrante é liberada
No domingo, dia 7, ela tentou subornar policiais durante uma blitz. Hoje, a Justiça permitiu que ela fique em liberdade até a conclusão do inquérito.
 

Foram menos de 12 horas na carceragem da delegacia. O flagrante de tentativa de suborno foi na tarde de ontem, dia 7, durante uma blitz no Lago Norte. O carro em que estavam Ana Maria de Almeida fontes e a amiga Shirley de Oliveira foi parado na barreira. Tinha mais de R$ 6 mil em dívidas com o Detran. Foi aí que Ana Maria chamou o soldado Cleiton pra conversar.
“Quando ela teve certeza que o carro ia ser guinchado para o depósito do Detran, perguntou como eu poderia fazer para aliviar a questão, para que eu que eu pudesse Iiberar. Eu perguntei o que ela sugeria, ela falou que me dava uma quantia em dinheiro. Eu perguntei quanto. Ela respondeu ‘Por R$ 200 você me libera?”. Pedi para ela esperar, chamei o cabo Antônio José e nós decidimos armar para pegar a quantia em espécie e autuá-la por corrupção ativa”, detalhou Cleiton Oliveira.
As duas amigas e os policias foram sacar o dinheiro, mas o caixa eletrônico estava fora do ar. Shirley então teria buscado R$ 200 em casa. Elas foram presas na hora da entrega do dinheiro. “Elas não têm noção do agravante que é a tentativa de corrupção. É uma prática que a gente quase não tem na capital, tendo em vista conduta dos PMs e dos outros policiais também. Acho que ela não tem ciência do que será a vida dela daqui pra frente”, afirmou o cabo da PM Antônio José.
Ana Maria de Almeida Fontes e Shirley de Oliveira passaram a noite na 9ª Delegacia de Polícia, no Lago Norte, mas a prisão durou pouco. Na manhã desta segunda-feira, dia 8, por voltas das 6h, as duas foram liberadas mediante um alvará de soltura expedido pela Justiça. A fiança não foi cobrada. Elas vão aguardar pela conclusão do inquérito em liberdade.
As duas vão ser indiciadas por corrupção ativa. A pena é de dois a 12 anos de cadeia.
Fonte: http://dftv.globo.com/Jornalismo/DFTV/0,,MUL1186988-10039,00-FUNCIONARIA+DO+SENADO+PRESA+EM+FLAGRANTE+E+LIBERADA.html

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -