- PUBLICIDADE -

O espargidor de pimenta pode cegar! Cuidado!

Está ocorrendo na Polícia Militar um “curso” para ensinar a utilizar o “espargidor de pimenta”. Algo interessante, pois é uma arma não letal, mas perigosa em alguns aspectos, pois no treinamento os policiais sentem na pele seus efeitos. Diariamente tenho observado os treinos em frente a minha sala.
Uma preocupação está tomando conta do meu ser. Vejo vários colegas “desesperados” ao receberem a espuma no rosto. Particularmente sou contra ter que sentir na própria pele algo que sei que provocará um efeito desagradável. Já discuti isso com meu amigo Coronel Sant´anna, mas não fui convecido por ele. O maior risco são para aqueles colegas que sofrem de GLAUCOMA.
Para quem não sabe, essa doença, é:
“Uma alteração em que a pressão do líquido que preenche o globo ocular está anormalmente aumentada, além do que o olho pode tolerar. Quando essa pressão, chamada tensão intra-ocular, é maior do que o normal, aumenta consideravelmente o risco de que ocasione danos aos olhos. O glaucoma é causado pelo acúmulo do líquido, chamado humor aquoso, que circula no interior do olho. Esse acúmulo se produz ou devido ao aumento da formação do líquido ou pela obstrução do conduto pelo qual normalmente esse líquido sai do olho. Desta forma, como continua sendo produzido o líquido, a pressão intra-ocular vai aumentando progressivamente.”
Tenho cópia de um laudo que afirma que o gás de pimenta (espuma) PODE CEGAR as pessoas (POLICIAIS) que sofrem dessa doença. Precisamos de outros para confrontá-lo…
Sei que o instrutor que ministra as aulas é um dos melhores no assunto, o conheço (é da minha turma de soldado), mas é preciso estarmos atentos aos detalhes que podem acabar com a carreira de um colega que tenha essa doença.

“O espargimento do agente pimenta na forma de espuma direcionada e não em dispersão cônica como nos sprays tradicionais, concentra seus efeitos na ardência sobre a pele e fechamento involuntário dos olhos. A irritação das vias respiratórias é consideravelmente menor, o que possibilita sua utilização em ambientes fechados, especialmente em locais nos quais a contaminação de pessoas não envolvidas seja altamente indesejável, como é o caso de ambientes hospitalares ou shopping centers.”
 

Segundo o fabrincante:
“O spray de pimenta é um material extremamente eficiente. Não dá para cegar alguém com as substâncias presentes nele. Os efeitos são puramente sensitivos. Ele produz uma sensação de queimação na pele e nas pálpebras, e o mecanismo cerebral reage fechando os olhos, sendo impossível abrir durante alguns minutos. Mas o efeito é passageiro. Todos os efeitos, sem exceção, são reversíveis”, afirma Antônio Carlos Magalhães, gerente comercial da Condor.
 “O gás lacrimogêneo, sim, pode ter algumas conseqüências, como irritação de pele, em caso de uso indevido. Mas o spray de pimenta, não. Ele é feito com pimenta malagueta natural, não tem substâncias perigosas nem para o meio ambiente. O solvente que utilizamos nele não agride a camada de ozônio, é um produto ambientalmente correto”, conclui.
NO CASO ESPECÍFICO DO GLAUCOMA, NÃO ESTAMOS FALANDO DAS SUBSTÂNCIAS, ENCONTRADAS NO PRODUTO, MAS DO AUMENTO DA PRESSÃO DO OLHO QUE PODE CAUSAR A CEGUEIRA!!
Vamos ficar atentos!
Maiores informações sobre o gás de pimenta e o glaucoma, visite os sites:
http://www.wellingtonsantos.com/glaucoma.htm
http://www.condornaoletal.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=149&Itemid=143

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -