- PUBLICIDADE -

Caiado participa da programação, com a juventude, na Campus Party

Entusiasta da tecnologia, o governador Ronaldo Caiado participou, na noite desta sexta-feira (17/6), do terceiro dia da 4ª Campus Party Goiás. Em cerca de duas horas, percorreu os estandes, conheceu projetos inovadores e conversou com a juventude participante do festival, que é realizado no Passeio das Águas Shopping, em Goiânia, até o próximo domingo (19/06). “O evento não veio para ficar apenas cinco dias. Campus Party veio para semear ideias que vão se expandir para escolas de Goiás”, assegurou o governador.

Caiado disse que o século 21 exige da nova geração um conhecimento além do domínio de português ou matemática: é preciso mergulhar no universo tecnológico. “E a Campus Party cumpre esse papel, de que nossos jovens não sejam analfabetos digitais”, explicou. A fala se refere especialmente à participação da rede pública estadual. Alunos de 53 escolas marcam presença nesta edição. “Encontrei gente de todo lado. Valparaíso, Itaberaí, Goiás, Mozarlândia… São todos campuseiros nesse evento que transfere conhecimento.”

Entre protótipos de inteligência artificial e apresentações diversas – inclusive de um game que mostra o governador vacinando contra a Covid-19 –, Caiado ficou impressionado especialmente com a oportunidade de entender os mecanismos por trás da tecnologia propriamente dita. “Passei por todos os lugares, aprendi como se trabalha um drone, uma impressora 3D, é muita novidade. Então, tudo isso serve de aula para os nossos alunos e também para os visitantes do festival. É ilimitada essa capacidade criativa aqui. Isso encanta”.

O estudante Thalis Cavalcante, de Santo Antônio do Descoberto, enxerga a participação na Campus Party como uma possibilidade de fazer networking. Isso porque o campuseiro de 16 anos é um dos fundadores de uma empresa júnior voltada para a área tecnológica. A meta da turma é expandir o próprio negócio. “É uma experiência emocionante, uma troca de conhecimento única”, disse o aluno da Escola do Futuro Sarah Luísa Lemos Kubitschek de Oliveira.

Neste ano, pela primeira vez, a rede estadual de ensino participa do festival, por meio do Hackathon de Programação Low Code. São 26 equipes, cada uma composta por seis estudantes dos Centros de Ensino em Período Integral (Cepis) e dois professores, que são mentores. O objetivo é desenvolver competências do pensamento computacional e habilidades de programação e empreendedorismo em crianças e jovens de 7 a 15 anos.

As três melhores equipes do hackathon irão ganhar computadores recondicionados pelo programa Sukatech e bolsas de iniciação científica, no valor mensal de R$ 100, pelo prazo de 12 meses, expedidas pelo Centro de Excelência em Inteligência Artificial (Ceia). A iniciativa tem apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Goiás recebe a Campus Party desde 2019, primeiro ano da gestão Caiado. Após o período mais crítico da pandemia da Covid-19, que impôs formato virtual, o evento em 2022 retoma as atividades presenciais. Os cinco dias de festival devem atrair mais de 70 mil pessoas. Além disso, a estrutura dispõe de 1,5 mil barracas capazes de alojar milhares de campuseiros. São cerca de 400 horas de atividades diversas, como palestras, workshops e jogos virtuais. O festival é promovido pela Campus Party Brasil, com apoio do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi).

Fonte: Secretaria de Comunicação (Secom)

Redação
Redaçãohttps://policiamentointeligente.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -