- PUBLICIDADE -

Nossa melhoria salarial nos próximos anos depende de nós!

A polícia militar iniciou seu processo de amadurecimento político em 1988, com a promulgação da Constituição Federal, nela a praça, considerada incapaz de exercer sua cidadania passou a votar e ser votada. Fato contestado por muitos naquele período.
De lá para cá muitas coisas mudaram, mas muita coisa ainda precisa mudar. Precisamos recuperar muitos anos perdidos durante nossa estagnação em tempos de ditadura.

Nos anos sessenta (1964) nossa polícia ainda era considerada “moderna” para o período, as “guardas civis” estavam em plena explanação e o nosso sistema de segurança evoluía dentro dos “padrões internacionais”.
Nos fechamos por um longo período. Não participamos do amadurecimento político pelo qual passaram outras entidades. Não tivemos a “escola” dos sindicatos para aprendermos a mobilizar e a negociar. Não tivemos a “escola” dos debates partidários para aprendermos a “discursar”, nem a andar nos “ninhos de cobras” existentes na política. Não tivemos uma “escola política” para nos formar. Estamos sendo forjados agora. No calor do combate! Precisamos compreender isso.

Precisamos aprender que existem prazos para reivindicar salários dentro de um ano e que precisamos cumpri-los. Que é uma batalha sem fim, é uma construção diária. Uma derrota deve ser motivo para melhorar no ano seguinte. Temos que aprender com os nossos erros.

O movimento iniciado em fevereiro deste ano teve ganhos e perdas. Em minha opinião, mais ganhos do que perdas, pois aprendemos a mobilizar, estamos aprendendo a negociar, faltam alguns detalhes, que serão acertados nos próximos anos. Não tenho dúvidas de que se nos mantivermos unidos em cinco anos conseguiremos a tão sonhada isonomia com a nossa irmã gêmea, a polícia civil.

Acredito que devamos pensar no planejamento do próximo ano, para garantirmos nosso aumento e nossas melhorias para 2014. O aumento do próximo ano já está praticamente definido, não depende mais de nós, o que não impede as mobilizações, mas o prazo final para alterarmos alguma coisa era o mês de setembro. Precisamos nos dedicar ao máximo no próximo ano a partir dos primeiros dias do mês de fevereiro, tendo foco e disciplina. É importante compreendermos que a disciplina é importante para criar o hábito. Temos que criar o hábito de ano a ano conquistarmos nossos objetivos. Aprendemos a fórmula para pressionar o governo. Só precisamos aprender a utilizá-la na hora certa. Precisamos ter sabedoria. Precisamos de uma equipe forte e consciente de seu papel a frente de nossa luta.

Separados somos fortes, juntos somos imbatíveis! Depende de nossa mobilização, depende de nossa força, depende de nossa luta, depende de nossa preparação, nossa vitória depende de nós!

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -