- PUBLICIDADE -

Quem expõe a Corporação são aqueles que não pensam nas consequências administrativas ao tomá-las!

O movimento policiamento inteligente tem por objetivo a busca da eficiência, eficácia e efetividade das ações policiais, tendo como base os anseios da comunidade. Acreditamos que um policiamento eficiente, eficaz e efetivo passa necessariamente pela valorização do profissional que atua na base, pelo respeito à constituição cidadã e pela profissionalização das polícias.

Nós do movimento policiamento inteligente acreditamos que a “revolução” institucional passa por uma mudança cultural dentro do sistema, que chamamos aqui de “desmilitarização cultural”, ou seja, o fim das “aberrações” dentro do sistema de segurança pública. É uma migração do modelo patrimonialista e burocrático de gestão, para o modelo gerencial, muito mais dinâmico, eficiente, eficaz e efetivo.

motivacao1

Além disso, acreditamos em uma mudança cultural no sistema de ensino, saindo do modelo tradicional, alicerçado em um sistema de ideias, ultrapassadas, uma ideologia autoritária, construída pela Escola Superior de Guerra, cunhado em tempos de ditadura, onde o cidadão é visto como o “inimigo”, que precisa ser combatido, como se estivéssemos em uma guerra, e o profissional de segurança pública é visto como uma criança indefesa que precisa de “controle” dos seus chefes a todo o momento, por meio de normas e regulamentos específicos. Pode uma criança indefesa, que não sabe se virar sozinha, proteger a sociedade? Acreditamos que não! Cada policial é um líder em potencial, pois possui poder, autoridade e legitimidade para atuar nas comunidades, basta ele conquistar a confiança da população.

CRIANÇAS FARDADAS

Precisamos compreender que profissionais de segurança pública “combatem” condutas erradas e não indivíduos.  Precisamos de uma formação mais crítica, alicerçada na quebra de preconceitos por meio de novos conceitos, até chegarmos a um novo conhecimento, tendo como base a “pedagogia da libertação”, que abre mentes e constrói um novo cidadão. Precisamos retornar a nossa função constitucional, que é a de polícia preventiva, nos adaptar a um novo paradigma, a uma nova visão de mundo, aonde não basta proteger a vida e o patrimônio, se estamos ferindo as garantias individuais. Precisamos nos alicerçar na filosofia de polícia comunitária, nos aproximar do cidadão, sermos cidadãos policiais, ao invés de nos acharmos superiores a eles!

1004033_587282687978763_1680562529_n

Para que relembrarmos tudo isso? É simples, recentemente postamos aqui uma matéria intitulada “O Verdadeiro RPMon: policiais da cavalaria pedem socorro!” Após a postagem, que tomou grandes proporções o nosso coordenador do “movimento” tem recebido vários ataques e ameaças  “veladas”, que também são ataques a todos nós, de pessoas que não compreenderam a importância dos conflitos internos, afinal “o  conflito gera a mudança”. A ausência de conflitos é sinal de dominação, já não somos mais escravos “rebeldes”, somos homens livres, libertos pelo poder do conhecimento, pela constituição federal de nosso país, somos homens e mulheres, policiais, que amam a polícia e a querem melhor do que está hoje!

Cel Rabelo - entrada do RPMon

Não temos medo de afirmar aqui: quem expõe a Corporação são aqueles que não pensam nas consequências administrativas ao tomá-las, que ferem os princípios da Legalidade, da Moralidade, da Impessoalidade, da Publicidade, da Eficiência do serviço público, dentre vários outros!  São aqueles que misturam o público e o privado em nosso meio! São aqueles que confundem hierarquia e disciplina com autoritarismo e patrulhamento ideológico! Não nos preocupamos com votos ou políticos! Nossa luta é maior do que tudo isso! O movimento policiamento inteligente não se resume ao nosso coordenador, “Aderivaldo Cardoso”, somos livres, estamos em todos os quartéis, em vários estados, temos vozes em vários blogs e canais de comunicação. Nossa voz não pode mais ser calada, como foi durante duzentos anos em nossa Corporação! Nossa força somos nós, nossa força é nossa voz! Separados somos fortes, juntos somos imbatíveis! Reforma policial Já!

391622_277487469038066_851273435_n

Texto enviado ao Coordenador do movimento por um tenente-coronel:

Parabéns pela sua matéria, Aderivaldo. Acho que a nossa conversa não surtiu efeito e você se tornou mais um a usar o denuncismo para calcar a sua corrida na carreira política. Pensei que você fosse diferente, mas a mosca azul te picou e você se tornou como tantos outros que usaram tal recurso. Não pense que esse bando de arruaceiros que apoiaram a sua iniciativa vão te apoiar nas urnas. Você e outros tantos iludidos podem ter muitas decepções nos seus devaneios políticos. Deplorável seu comportamento em expor a PMDF para conseguir plateia. Se você quisesse realmente estar comprometido com a moralidade, poderia ter feito tal denúncia diretamente ao MP. Mas não, as ribaltas, palcos e palanques seduzem. Mas o bom que a realidade, por mais dura que seja, coloca os pés no chão. Boa sorte.

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -