- PUBLICIDADE -

Construindo uma nova polícia!!

Dando continuidade ao projeto Policiamento Inteligente, que é a busca da eficiência e eficácia da polícia tendo como base a comunidade, utilizando-me do proselitismo costumeiro, como diria meu amigo e sociólogo Jean Camargo, hoje falarei de construção.
Adoro observar a arquitetura dos monumentos espalhados pelo mundo (ainda conheço poucos, mas conhecerei muitos). As igrejas de Minas Gerais me deixaram fascinado. Uma que vi em João Pessoa e outra em Natal não foi diferente. Os monumentos de Brasília, principalmente os do Arquiteto Oscar Niemeyer deixam qualquer um de queixo caído, seja no DF, em Minas Gerais, Ponta do Seixas ou em outros lugares que não tive a oportunidade de conhecer. O estilo gótico é maravilhoso, conheci uma igreja linda na cidade de Tigres na Argentina. Fico imaginando cada traço, cada tijolo sendo colocado, cada mestre de obra, cada pedreiro…
Imagino a vida como uma grande construção…
Isso me faz lembrar uma história de um repórter que conversou com três trabalhadores que estavam colocando concreto numa das vigas de um edifício em construção.
– O que você está fazendo? – perguntou o repórter a um deles.
– Estou ganhando meu salário – resmungou o trabalhador.
O repórter fez a mesma pergunta ao segundo operário, que respondeu olhando por sobre o ombro do repórter:
– O que eu estou fazendo? Ora bolas, não está vendo que estou colocando concreto na viga?
Então, o repórter notou a presença de outro operário, que estava sorrindo e assobiando enquanto trabalhava.
– O que está fazendo? – perguntou novamente o repórter. O operário parou o que estava fazendo, virou-se para o repórter e, bastante alegre, disse:
– Estou construindo um abrigo para pessoas carentes – disse. Limpou as mãos com um pano e apontou:
– Olha, ali vai ser a cozinha. Naquele outro lado, será o dormitório feminino. Este aqui vai ser o outro quarto….
Os homens estavam desempenhando a mesma tarefa, mas somente o terceiro estava motivado por uma visão maior. O trabalho que ele fazia realizava um sonho, e isso valorizou seus esforços. O sonho é capaz de nos dar a perspectiva que torna possível este tipo de esforço diário!
Quantos policiais não estão somente recebendo seus salários, enquanto outros acham que estão andando apenas de um lado para o outro com as mãos para trás?
E você? O que está fazendo?

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -