- PUBLICIDADE -

Aesp inicia Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais da PMCE e CBMCE

Com o intuito de habilitar os capitães do quadro administrativo da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro Militar do Estado para o exercício das atividades no oficialato superior, a Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará iniciou, nesta segunda-feira (13), o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO QOA PM/BM-2022).

A aula inaugural aconteceu no auditório da Aesp e contou com as presenças do diretor-geral da Academia, coronel PM Antônio Clairton Alves de Abreu; do coronel comandante-geral da PMCE, Márcio de Oliveira e do coronel comandante-geral do CBMCE, Ronaldo Roque.

Na ocasião, os alunos assistiram palestras sobre a estrutura organizacional das corporações militares estaduais, ministradas pelo diretor de planejamento e gestão interna da PMCE, coronel PM Klênio Savyo Nascimento de Sousa, que será coordenador do CAO PM e outra pelo coordenador de ensino e instrução da Academia, coronel BM Humberto Dias, que coordenará o CAO BM.

A Capacitação

A capacitação, que é um dos requisitos necessários para a promoção dos capitães ao posto de major, será realizada no sistema híbrido, sendo 348 horas/aula na modalidade presencial e 166 horas/aula na modalidade EaD, totalizando 514 horas/aula, e tem previsão de término em outubro de 2022.

“Ser oficial superior das corporações militares é uma responsabilidade muito grande, e neste curso os capitães terão a oportunidade de aumentar cada vez mais o capital intelectual e se prepararem cada vez mais para as missões que lhes forem ser confiadas… Nós reformulamos agora a matriz curricular do cao qoa direcionando o curso mais para as atividade gerenciais, atividades de gestão e é para esse norte que se dirige o quadro de oficiais de administração”, destacou o diretor-geral da Aesp, coronel PM Antônio Clairton Alves de Abreu.

A matriz curricular do curso conta com disciplinas de conhecimentos integrados e específicos, abordando assuntos como: teoria e prática de procedimentos administrativos; administração pública; finanças e orçamento público; gestão de contratos e convênios; estatística e análise criminal aplicada à segurança pública; sistemas de defesa civil; intervenção e emergências com produtos perigosos; gestão de patrimônio e sistema de gestão de almoxarifado; tiro defensivo; elaboração e gerenciamento de projetos; elaboração de termo de referência; licitação; controle interno; comunicação social; normas internacionais de direitos humanos; atuação do profissional de segurança pública frente a grupos vulneráveis e tecnologias e sistemas informatizados, dentre outras disciplinas. Além de atividades complementares como seminários e visitas.

Ao todo, 70 alunos participam do curso, sendo 40 policiais militares e 30 bombeiros militares.

Fonte: AESP

Assessoria de Comunicação da PMCE

Fonte: PMCE
Redação
Redaçãohttps://policiamentointeligente.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -