- PUBLICIDADE -

Ponto de bloqueio (blitz)!

Peço perdão aos leitores pelo longo período ausente.  Devido a  grande quantidade de trabalho não tive tempo para escrever.
No último final de semana estive em um evento  e algumas idéias estão surgindo.  Já estava escrevendo dando ênfase a administração, mas creio que escreverei mais, pois tenho percebido uma grande semelhança entre a gestão contemporânea voltada ao cidadão e o policiamento comunitário.
Aprendi muito durante a palestra do consultor EDUARDO FERRAZ e do médico americano PATCH ADAMS.
O primeiro discorreu sobre a GESTÃO DE PESSOAS COM FOCO EM RESULTADO e o outro sobre RESPONSABILIDADE FISCAL, QUEBRA DE TABUS E PARADIGAMAS EM INSTITUIÇÕES CONSERVADORAS e COMO HUMANIZAR O COMPORTAMENTO HUMANO.
Particularmente me senti em uma verdadeira aula sobre policiamento comunitário!
No dia seguinte (ontem), fui trabalhar em apoio ao Comando de Policiamento (CP) e percebi alguns fundamentos da administração sendo utilizados. Percebemos claramente que houve um planejamento, pois o major nos instruiu sobre o serviço e entregou uma pasta contendo o nº do PCTRAN e vários “croquis”, sendo um com foto àerea do local. Ainda fiquei impressionado com a preocupação em colocar no desenho a quantidade de cones e a forma que a barreira deveria ser distribuída no terreno e funcionar. Um grande avanço!
Só fiquei com uma dúvida após esse serviço:
QUANTOS POLICIAIS SÃO NECESSÁRIOS PARA UM PONTO DE BLOQUEIO?
Segundo o que aprendi no meu curso de formação é necessário um segurança na frente da barreira, outro no final, um prancheta, um selecionador e dois policiais para abordagem do veículo (mínimo), além de uma viatura para apoio, que nesse caso não irei considerar!
Ontem para minha surpresa e demais colegas, depois de todo esse planejamento fomos colocados em um ponto de bloqueio sem viatura e somente com quatro policiais! Foram distribuídos em média 45 policiais em 10 pontos. Creio que se tivessem reduzido os pontos e acrescentado dois policiais em cada equipe o serviço seria mais proveitoso, sem falar que próximo a Ponte do Bragueto (em frente ao Lago Norte), após uma hora da manhã ficou aproximadamente quarenta minutos sem passar um veículo!
Estou escrevendo tudo isso para exercitar meu aprendizado após a palestra do Eduardo Ferraz. Descobri um novo conceito: PRATICA DELIBERADA!
A prática deliberada consiste em FAZER, AVALIAR E REPETIR!
Quando se faz isso repetidamente temos um melhor desempenho, mas quando fazemos isso EXAUSTIVAMENTE atingimos a EXCELÊNCIA!
Espero que os comandantes de equipe possam ter ressaltado esses pontos em seus relatórios para que eles possam ser aprimorados!
Mesmo diante desses fatos, parabéns ao CP pela iniciativa, foi extremamente positiva para o melhor desempenho de nossas funções! É um passo importante para atingirmos a tão sonhada EXCELÊNCIA!

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -