- PUBLICIDADE -

A quem interessa o ingresso único e a carreira única na PMDF

A discussão sobre o ingresso único e as confusões sobre a carreira única estão dando o tom dos debates dentro da Corporação. Tudo isso é muito importante. O conflito gera a mudança!

Na Corporação temos três grupos: 1) Aquele que chegou ao QOPMA, um total de 373 policiais, aquele que chegou a subtenente e primeiro sargento, que pretende entrar no QOPMA, 2) aquele com policiais que são segundo sargentos hoje, mas ainda terão em média 15 anos para chegar ao topo, nesse grupo também estão os primeiros colocados da última turma que com vinte anos de serviço já serão QOPMA, e 3)  o último grupo que é aquele que está na graduação de terceiro sargento para baixo. No quadro atual esse grupo chegará no máximo a primeiro sargento. Precisamos compreender isso para analisarmos cada proposta. Assim ficará mais fácil visualizar o que poderá ser melhor para a maioria.

A reestruturação, aonde o quadro de QOPMA chega até coronel, é boa para o primeiro grupo, podendo ser estendido até o segundo. Não é boa para o terceiro grupo. O ingresso único poderá beneficiar o primeiro, pois ao fundir o quadro poderão chegar a tenente coronel, atrapalhar o segundo, pois eles possuem tempo para chegar ao topo e beneficiar o terceiro grupo, que chegaria ao máximo a primeiro sargento, podendo chegar com o projeto a primeiro ou segundo tenente.

É uma análise simples, mas serve para nos nortear quanto aos caminhos a seguirmos. Precisamos continuar atentos!

carreira Única

Saiba mais:

O ponto principal agora não é o que temos de proposta, mas sim o que concordamos e discordamos da proposta que lá está. Isso é ter foco. Chegou a fase de negociarmos os pontos da proposta da comissão. Outro ponto que precisamos definir é se queremos SALÁRIO, PROMOÇÕES  ou se é possível termos os dois. É algo básico.

http://aderivaldo23.wordpress.com/2013/09/25/a-entrada-unica-e-reacoes-dentro-da-corporacao/

Nota oficial do Comando:

http://aderivaldo23.wordpress.com/2013/09/29/nota-oficial-do-comando-da-pmdf/

Palavras de um amigo no face:

 “Todos turvam suas águas para parecem profundas”. Nietzsche. Por que não se cria um “fator promocional” relacionado com os anos de serviço que cada praça tem. Na distância entre soldado e subtenente, temos cinco promoções: cabo, 3 SGT, 2 SGT, 1 SGT e ST. Temos 30 anos de serviço para cumprir. 30/5 = 6. O correto, ao meu ver, é “dar” duas promoções ao policial que hoje tem 12 anos de serviço; três promoções àquele que tem 18 anos, e assim por diante. Alguém que tenha menos de 18 anos de serviço, e já seja 1 SGT (ou seja, já tenha recebido 3 promoções ao longo da carreira) pode não concordar, alegando injustiça. Porém, eu digo: alguém tem que ceder para que haja justiça. A turma dos 72.000 foi a única na história da pmdf que não teve a oportunidade de fazer concurso interno para Cabo. Quando tinhamos dois anos de polícia, nos proibiram alegando que não tínhamos “prer-requisito “; quando completamos três anos, foi a mesma coisa, e, por fim, aboliram o concurso interno. Hoje, temos policiais da turma dos 24.000, a qual é imediatamente anterior a nossa promovidos a 2 SGT, enquanto a nossa turma foi, somente a pouco tempo, promovida a Cabo. Portanto, a única forma de corrigir essa, e muitas outras distorções, seria criar um fator promocional nos moldes que eu citei. Qualquer coisa que se afaste disso, me desculpe a franquesa: é engano, sutil, complexo, porém engano.”

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -