- PUBLICIDADE -

Anunciado o reajuste salarial de 15,8% para 2013

O aumento de 15,8% se equipara ao mesmo percentual concedido pelo governo federal aos funcionários públicos. Aqui no DF, a medida vai beneficiar 40 mil policias militares, civis e militares bombeiros
BRASÍLIA – Cerca de 40 mil servidores da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil receberão reajuste salarial de 15,8%. O anúncio foi feito pelo governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz, na tarde desta quinta-feira (20), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.“Estivemos com a ministra Miriam Belchior e concluímos essa discussão. Dessa forma, vamos conceder um reajuste às policias Militar e Civil e ao Corpo de Bombeiros”, afirmou o governador.
O índice de reajuste se equipara ao percentual concedido pelo governo federal aos seus servidores e foi definido, hoje (20), em reunião do governador do Distrito Federal com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. O pedido já havia sido feito à presidenta Dilma Rousseff por meio de minuta, encaminhada pelo governador, solicitando o aumento para as três categorias da Segurança Pública do DF.
O percentual acertado será concedido em parcelas anuais de 5%, que, consolidadas, representam 15, 8% nos próximos três anos. O reajuste representará um aumento, na folha de pagamento, de R$ 166 milhões para 2013, de R$ 376 milhões em 2014 e de R$ 599 milhões em 2015.
O reajuste, que começará a ser pago em 1º de março de 2013, beneficiará cerca de 23 mil PMs, 9 mil bombeiros militares e 8 mil policiais civis. O aumento é concedido por meio do Fundo Constitucional, com repasses do governo federal ao GDF.
“Estamos em absoluta sintonia com o governo federal, que nos orientou a trabalhar com os mesmos índices de reajuste concedidos pela União aos servidores públicos federais”, reforçou o secretário de Administração Pública, Wilmar Lacerda.
Aprovação do Programa de Ajuste Fiscal – Na ocasião, o governador Agnelo Queiroz anunciou ainda a aprovação, pela Secretaria do Tesouro Nacional, da prestação de contas do GDF e a revalidação do Programa de Ajuste Fiscal. “Todas as medidas adotadas na nossa economia e no modelo de gestão permitiram esse resultado. É um reconhecimento do esforço que o governo do DF fez em dois anos para arrumar a casa”, afirmou Agnelo Queiroz.
Fonte: Agência Brasília
politica11f2
Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -