- PUBLICIDADE -

A lenda do monge e do escorpião!

Durante meu curso de formação eu aprendia muito com algumas histórias contadas pelo então Capitão Gilson, hoje Tenente Coronel Gilson. Algumas histórias simples podem falar muito ao nosso coração e consequentemente a nossa alma. Sempre digo, que a pessoa que toca o coração, toca a alma. Nosso crescimento nesse mundo depende do equilíbrio entre o corpo, alma e espírito.
Uma vez por semana eu vou tentar postar algumas dessas histórias, para que possamos abrir nossa mente e refletir sobre a vida!
Monge e discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio. Foi então a margem tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.
– Mestre, deve estar doendo muito! Por que foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o salvara! Não merecia sua compaixão!
O monge ouviu tranquilamente os comentários e respondeu:
– Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha.
Quando você está na rua, qual é sua natureza?

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -