- PUBLICIDADE -

Precisamos aprender com os nossos erros. Que nosso amigo sargento seja a última vítima de nossa incompetência!

Sou a favor da especialização contínua. Ontem durante uma “especialização” perdemos um companheiro de farda. Tragédias fazem parte de nossas vidas. “Erros” são aceitáveis em certas ocasiões, mas quando eles começam a se repetir existe algo errado. É a terceira vez que fato como esse se repete. É preciso analisar as causas.
Não é possível que o “erro” cometido pelo companheiro que deixou nosso colega CB SAUL em uma cadeira de rodas não tenha servido de lição durante os treinamentos. Não basta mandar desmuniciar uma arma. É preciso conferir se ela está “aberta”, no caso da pistola. Espero que essa vida, valiosa, seja o marco de uma nova era em nossos treinamentos. Já escrevi sobre o uso do gás diretamente no policial, agora poderia escrever sobre a simulão de tiro com arma real, mas infelizmente não tenho a bagagem teórica para fazê-lo com propriedade. Sendo assim, sugiro a leitura dos textos do amigo Leonardo Sant´anna sobre o tema (RED GAN ). O coronel Sant´anna é especialista no assunto e já discorreu sobre isso em outrora em seu blog. 
Precisamos aprender com os nossos erros. Que nosso amigo sargento seja a última vítima de nossa  incompetência!

Sargento da Polícia Militar morre durante treinamento no Guará
 Mariana Laboissière
Publicação: 16/12/2010 19:50 Atualização: 16/12/2010 19:52

Um sargento da Polícia Militar morreu baleado enquanto participava de um treinamento de instrução de abordagem e manuseio de armas na tarde desta quinta-feira (16/12), no Guará. O sargento Silva Barros, 47 anos, dedicou 20 anos da vida à PM. Ele chegou a ser levado para o Hospital Regional do Guará, mas não resistiu aos ferimentos.

Ele recebeu um tiro nas costas da arma de um dos 19 policiais que participavam do treinamento, que acontece sempre antes de eles saírem às ruas. A orientação que os participantes recebem é de deixar as armas sem munição para evitar acidentes.
Ao chegar no hospital, não havia macas e o sargento precisou ser carreagado nos braços pelos companheiros, mas a bala que atingiu as costas chegou ao coração. O policial, cuja arma disparou, será afastado da corporação. Também será investigado se o disparo foi intencional ou se houve problemas no equipamento. Segundo o coronel Alberto, a vítima e o policial que disparou eram amigos e dividiam a mesma viatura.
Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2010/12/16/interna_cidadesdf,228120/sargento-da-policia-militar-morre-durante-treinamento-no-guara.shtml

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -