- PUBLICIDADE -

MERITOCRACIA, NAPOLEÃO E A ESCOLHA DE MEMBROS DE UM GRUPO: REPENSANDO – Leonardo Sant´anna!

Gentileza gera gentileza!
Espero que gostem do texto. Particularmente achei maravilhoso e decidi compartilhá-lo  com aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de vê-lo.
A construção da polícia que queremos é  uma luta diária. É preciso mudar nossa cultura interna para mudarmos nossa Instituição, pois ela é feita por homens. Cada um de nós possuimos qualidades e defeitos que refletem nela e na sociedade!
Tenham um ótimo final de semana!
MERITOCRACIA, NAPOLEÃO E A ESCOLHA DE MEMBROS DE UM GRUPO: REPENSANDO
16 08 2010
SERÁ QUE PRECISAMOS REDISCUTIR A FORMA DE CAPACITAR PESSOAS ANTES DE INSERÍ-LAS NO PROCESSO DE PROTEÇÃO DE OUTRAS, CUMPRIMENTO DA LEI E VALIDAÇÃO DA VIDA?
 
Meritocracia?
 
Nas pesquisas que tenho feito sobre segurança, lembro-me de um artigo que me chamou a atenção quando, acidentalmente, chegou a minhas mãos uma revista de borda da TAM, entre 2005 e 2006.
 O que me interessou foi a foto de Napoleão, mas o que me cativou foi o conteúdo do texto do professor e Antropólogo Luiz Marins.
 Antes de disponibilizar o texto eu lhes pergunto: vocês confiariam em um colega de serviço que viesse atender a uma ocorrência quando vocês estivessem à paisana, com pouca possibilidade de identificação formal e estando com uma arma nas mãos? Para ser mais explícito, insiram-se em um cenário de confronto armado com um bandido e imaginem-se tendo sido alvejados na face , por exemplo? Ele atiraria em vocês ou cumpriria o protocolo para proteger-lhes a vida? Sem embustes, analise friamente o caso e responda para você mesmo com bastante sinceridade.
 Dito isso e tendo sido feito esse breve exercício mental, pense na forma como são escolhidos seus colegas de guarnição, por você ou por que tem a chancela de fazê-lo. Seria melhor selecioná-los pelo mérito ou pelas competências?
 Vamos ao texto e…
Sobrevivam!
 A SABEDORIA DE NAPOLEÃO
Luiz Marins
 Dizem que Napoleão Bonaparte classificava seus soldados em quatro tipos:
 1. Os inteligentes com iniciativa;
 2. Os inteligentes sem iniciativa;
 3. Os ignorantes sem iniciativa;
  4. Os ignorantes com iniciativa.
 
 Aos inteligentes com iniciativa, Napoleão dava as funções de comandantes gerais, estrategistas. Os inteligentes sem iniciativa ficavam como oficiais que recebiam ordens superiores e as cumpriam com diligência. Os ignorantes sem iniciativa eram colocados à frente da batalha – buchas de canhão, como dizemos.  Os ignorantes com iniciativa, Napoleão odiava e não queria em seus exércitos.
 
Luiz Marins
 
 Essa grande sabedoria de Napoleão serve também para a nossa empresa. Será que também não temos em nosso “exército napoleônico”, que é a empresa de hoje, esses três tipos de “soldados”? E não serão todos necessários?
 
 Pense bem. Um exército só de generais estrategistas por certo não vencerá batalha alguma. Alguém tem que estar no front. Obedientes oficiais (diretores, gerentes) sem estratégia também não vencem uma guerra. Soldados (funcionários) dedicados, sem comando, sem chefia, sem direcionamento, também não trazem sucesso à batalha. Portanto, precisamos dos três tipos de soldados para vencer uma batalha, assim como dos três tipos de colaboradores para que possamos vencer os desafios do mercado competitivo em que vivemos.
 
 Mas, assim como Napoleão, devemos nos livrar, o mais rapidamente possível, dos ignorantes com iniciativa. Um ignorante com iniciativa é capaz de fazer besteiras enormes. Um ignorante com iniciativa faz o que não deve, fala o que não deve e até ouve o que não deve. Um ignorante com iniciativa nos faz perder bons clientes, bons fornecedores. São os ignorantes com iniciativa que fazem produtos sem qualidade porque resolvem alterar processos definidos. Um ignorante com iniciativa é, portanto, um grande risco. Não precisamos dele. Nem Napoleão os queria.
 
 E sua empresa? Você identifica em sua empresa os quatro tipos de soldados de Napoleão? E o que faz com cada tipo? Você tem sabido se livrar dos ignorantes com iniciativa?
 
O autor
O Professor Luiz Marins é antropólogo e consultor (http://www.anthropos.com.br)
Fonte: http://leonardosantanna.wordpress.com/2010/08/16/meritocracia-napoleao-e-a-escolha-de-membros-de-um-grupo-repensando/#comments
Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -