- PUBLICIDADE -

POLÍTICA// Somente dois candidatos da PMDF tem condições de serem eleitos em 2018

Analisando os números acima os dois únicos candidatos com chances reais de eleição em 2018 são o Guarda Jânio e o Subtenente Hermeto

Em Abril de 2018 o Blog Policiamento Inteligente completará 10 (dez) anos. Aqui fiz várias reflexões neste período. Chorei, sorri, me arrependi, fui punido, transferido, silenciado em alguns momentos, mas continuo aqui firme e forte. A coerência tem sido minha maior busca. Quantas reflexões? Quantos debates? Quanta evolução? Quantos ficaram pelo caminho? Quantos continuam na busca pelo aprimoramento?

Ultimamente tenho procurado rever meus escritos e repensado vários deles. Na última semana tenho conversado muito sobre política com alguns amigos. Avaliando cenários e produzido prognósticos. Reli o Balanço que fiz das eleições na PMDF em 2014 e farei algumas considerações.

Na questão política evoluímos muito pouco nos últimos anos. Ontem, ao pensar sobre lideranças na PMDF, vi na prática algo que venho afirmando há anos:

O problema na PMDF não é o excesso de “lideranças” ou de “candidatos”. O problema na PMDF é a falta de lideranças com  credibilidade para representar seus liderados. 

Ao analisar a votação dos candidatos Policiais Militares  a vaga de Deputado Distrital verifiquei algo interessante. Existe um “vácuo” de cinco mil votos entre o primeiro colocado dos policiais militares candidatos (Guarda Jânio) na eleição passada e o segundo colocado (Hermeto), posteriormente verificamos um “vácuo” de quatro mil votos entre o segundo  (Hermeto) e o terceiro colocado (Poliglota).

Na política existem três barreiras durante uma eleição, que definem os três grupos de lideranças, ou seja, aqueles que estão entre os 20% dos votados e a massa entre os 80%: A primeira barreira a ser ultrapassada para ficar entre os 20% mais influentes é passar dos mil votos, depois dos cinco mil e posteriormente atingir o “pelotão de elite” composto por aqueles que ultrapassam os dez mil votos. A maioria esmagadora fica abaixo dos mil votos (80%).

O primeiro colocado dos candidatos da PMDF foi o Sargento Jânio, conhecido na cidade como Guarda Jânio, com 14.939 votos. Ele veio candidato pelo PRTB. Em 2010 ele obteve 13.735 e veio candidato pelo PSB. Em 2006 foi candidato pelo PTB/PHS e obteve 6.441 votos. Dobrou a votação de uma eleição para outra e manteve a média na última eleição.

Janio

O segundo colocado dos candidatos da PMDF foi o Subtenente Hermeto, ex-administrador da Candangolândia por diversas gestões, com 9.664 votos. Ele veio candidato pelo PMDB. Em 2010 obteve 5.876 e veio candidato pelo PMDB. Praticamente dobrou sua votação de uma eleição para outra. 

Hermeto

Já o terceiro colocado foi o Tenente Jorge Martins, conhecido nas redes sociais como “Poliglota”, com 5.600 votos, mas observem que ele aparece como “não eleito”,  enquanto os outros aparecem como “suplentes”, pois seu partido não atingiu o coeficiente eleitoral, ou seja, é como se tivesse sido “eliminado” da eleição por não ter “atingido a nota mínima”, semelhante a “nota de corte” de um concurso. Ele veio candidato pelo DEM e foi sua primeira eleição.

Poliglota

O quarto colocado foi o Major Cruz, conhecido por sua luta pela melhoria da saúde na PMDF. Ele obteve 4.914 votos e veio candidato pelo PPL. Em 2010 obteve 4.377 e veio candidato pelo PSB, já em 2006 obteve 2.678 votos e veio candidato pelo PL. Dobrou os votos da  primeira eleição para a segunda, mas manteve  praticamente a mesma votação na última.

Major Cruz

O quinto colocado foi o Subtenente Ricardo Pato. Presidente e fundador da Armilc. Ele obteve 3.697 votos e veio candidato pelo PR. Em 2010 ele obteve 1.038, veio candidato pelo PRP. Triplicou os votos de uma eleição para outra. 

Pato

O Sexto colocado foi o Sargento Ailton Miranda. Ele obteve 3.101 votos e veio candidato pelo PPL. Em 2010 obteve 2.206 votos e veio candidato pelo PTB, já em 2006 obteve 1.516 votos e veio candidato pelo PSL. 

Ailton Miranda

O Sétimo colocado foi o Coronel Jooziel, ex-comandante geral da PMDF. Ele obteve 2.758 votos e veio candidato pelo PEN. Foi sua primeira eleição.

Jooziel

O sétimo colocado foi o Sargento Clayton do NCP, grupo criado por policiais mais novos à época para lançar um candidato que os representasse. Ele obteve 2.036 votos e veio pelo PSD, mas observem que ele também aparece como “não eleito”,  enquanto os outros aparecem como “suplentes”, pois seu partido não atingiu o coeficiente eleitoral, ou seja, é como se tivesse sido “eliminado” da eleição por não ter “atingido a nota mínima”, semelhante a “nota de corte” de um concurso. Foi sua primeira eleição.

Cleyton

O nono colocado da PMDF foi o Coronel Giuliano, que obteve 1986 votos e veio candidato pelo PR. 

Cel Giuliano

O Décimo colocado foi o Sargento Aderivaldo Cardoso. Editor do Blog Policiamento Inteligente.  Tem uma visão mais técnica e menos política da PM. Ele obteve 1.813 votos e veio candidato pelo PHS. Foi sua primeira eleição. 

Aderivaldo Cardoso

Os dez primeiros colocados da PMDF na eleição de 2014 obtiveram juntos 50.778 (Cinquenta mil setecentos e setenta e oito mil) votos. Outro ponto interessante é que eles estiveram entre os 170 candidatos mais votados do DF, o que indica que todos ficaram entre os 20% mais votados da cidade. É Interessante observar que apenas quatro dos candidatos mais votados estão na ativa atualmente e que todos os candidatos acima de três mil votos, com exceção do Poliglota, estão no mínimo em sua segunda eleição.

Dentre aqueles que obtiveram mais de mil votos tivemos mais dois policiais militares. O Sargento Lusimar Arruda, conhecido como Jabá, foi o décimo primeiro colocado da PMDF, obteve 1.114 votos e veio candidato pelo PRTB, em 2010 ele obteve 713 votos e veio pelo PMN, e a Sargento Denizia, que obteve 1.031 votos e veio candidata pelo PT.  O sargento Eliomar Rodrigues, obteve 598 votos e veio candidato pelo PRTB.

Analisando os números acima os dois únicos candidatos com chances reais de eleição em 2018 são o Guarda Jânio e o Subtenente Hermeto, ainda mais com a cláusula de barreira que exige para eleição o mínimo de 10% do coeficiente eleitoral, o que daria aproximadamente 6.500 votos.  Precisamos ficar atentos. Dois pontos serão importantes na próxima eleição: o partido/coligação e a união de todos em prol da eleição de um parlamentar policial militar. A maior “prévia” que tivemos foi o resultado das últimas eleições.

Saiba mais lendo a continuidade da pesquisa: Quantos policiais militares do DF terão condições de serem eleitos em 2018?
Fonte: Blog do Aderivaldo Cardoso

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -