- PUBLICIDADE -

Como poderia ficar a questão do subsídio e dos inativos?

Recebi duas ideias interessantes para aprofundarmos o debate:
1) Uma referente ao subsídio; e
2) Outra referente aos inativos.

Olá caro Guerreiro Li as sugestões elaboradas para o manifesto e como vc pedia sugestões resolvi lhe escrever e apresentar as seguinte sugestão:

Li com atenção as  ideias do tópico, muito bem elaboradas e refletem a realidade que vivemos. No entanto observei que elas estão focadas em promoções, gratificações, auxílios, que beneficiam apenas o pessoal ativo. Não há nada proposto que beneficie ou que corrija as atuais perdas dos inativos. Vale lembrar que a carreira do policial se encerra quando passa para a inatividade, aí ele não receberá mais promoções, auxílio alimentação, auxílio fardamento, gratificações de comando, não realizará serviço voluntário gratificado, em fim ele terá uma perda salarial significativa, uma redução de cerca de 10% no seu salário. Nesta fase da vida seus gastos com saúde são elevados, em função do desgaste sofrido ao longo dos 30 anos de serviços prestados à briosa Corporação. Penso que seria até por dever de justiça acrescentar a essas ideias acima elaboradas uma forma de compensação pelas perdas sofridas, que pelo menos o inativo recebesse os mesmos valores que recebia quando ativo. Pessoalmente acho que aquela ideia de um posto acima não prosperará, pois o governo entenderia como privilégio, auxilio moradia da mesma forma, penso que talvez um auxílio inatividade pudesse ser proposto com a finalidade de zerar essas diferença. Você concorda comigo?

Gostaria que analisasse esse sugestão e que inclua no manifesto algo que corrija a injustiça pela qual estão passando os inativos, enquanto os ativos tiveram oportunidades de promoções, recebem auxilio alimentação, fardamento e tiram o SVG, os inativos ficarm 4 anos sem nenhuma correção, recebendo apenas esse míseros 5%, que não corrigem nem a inflação deste ano. Pense que o ativo de hoje será o inativo de amanhã! Grato pela atenção e continuemos na luta que ela é árdua!!

Vamos pensar em algo que possa ser viável para solucionar tal problema. Lembrando que temos mais policiais próximos da inatividade do que na base (no inicio de carreira). Outro ponto para o debate é o AUMENTO LINEAR E O AUMENTO ESCALADO. O que seria melhor a partir de agora?

Encaminho informações para análise:
veja os links abaixo do texto:
O subsídio já é ralidade em alguns Estados, trata -se de uma forma de remunerar agentes políticos, tem uma data base e uma certa equiparação nos percentuais de reajuste…

A PMDF pode tentar melhorar os seus Vencimentos atuais mas sempre será refém de reajustes definidos por políticos e por manobras etc…gratificação etc…
Com a fixação dos Subsídios e suas “data base” em Lei acabam as especulações em torno dessa ou daquela gratificação etc… trabalharíamos somente em cima de percentuais gerais aplicados ao Subsídio…
http://sindiquinze.jusbrasil.com.br/noticias/2289108/subsidio-que-bicho-e-esse

movpolle

Saiba mais: http://aderivaldo23.wordpress.com/2013/08/05/informacoes-sobre-a-possibilidade-de-repasse-do-auxilio-transporte-para-pm-e-bm/

http://aderivaldo23.wordpress.com/2013/08/01/ideias-para-nortear-uma-reestruturacao-manifesto/

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -