- PUBLICIDADE -

Guerra entre deputados// Hermeto ou Luís Miranda: quem tem razão?

Vídeos que estão nas redes sociais, em especial grupos de whatsaap de policiais militares, demonstram uma guerra de bastidores entre o Deputado Distrital Hermeto (MDB), atual líder do Governo, e o Deputado Federal Luís Miranda (DEM) pelos votos dos integrantes da segurança pública. Ambos deixaram a liturgia do cargo e foram para a guerra.

O Portal Opinião Brasília trouxe a matéria: Hermeto X Luís Miranda: Áudio do federal movimenta redes sociais de policiais e bombeiros militares. Vale a pena ler a matéria completa.

Em um dos áudios o distrital faz o seguinte comentário sobre o Deputado Luís Miranda (DEM).

“Não vou nem responder esse áudio do Luís Miranda não porque ele é um fanfarrão. Já se queimou com Bolsonaro e ele não tem esse acesso ao governador Ibaneis como fala. Eu como deputado distrital e Líder do Governo afirmo que o governador Ibaneis não vai deixar nenhum aumento pra Polícia Civil diferente da Polícia Militar. Esse fanfarrão não se elege em Brasília mais para…nehuma”, disse o distrital revoltado.

Sobre o deputado Hermeto, o Deputado Luís Miranda também soltou um áudio fazendo duras críticas contra o parlamentar, líder do governo:

“Não vou nem comentar o áudio do boçal do Hermeto porque ele só faz atrapalhar a PM. Até agora a única coisa que o Hermeto fez foi atrapalhar a PM”, disparou Miranda.

A partir daí ele continua argumentando sobre o áudio em que fala sobre uma conversa que teve com o governador Ibaneis Rocha (MDB), exclusivamente sobre a Polícia Civil e os recursos que estão sendo estudados para o Plano de Saúde dos policiais e pensionistas da instituição, bem como o reajuste salarial.

“O áudio que eu gravei sobre a Polícia Civil é porque a lei aprovada do sistema de saúde para a PCDF foi em uma MP que atendia exclusivamente a PCDF, que era da reestruturação para a PCDF e não contemplava em nenhuma hipótese qualquer outra força”, explicou o deputado federal.

Ele afirma enfaticamente, que o último reajuste das forças de segurança, em especial da PMDF, foi graças ao seu desempenho parlamentar.

“O único aumento que a PM teve e não deixei cair no último dia, brigando, pois briguei com o Rodrigo Maia, briguei com o Alcolumbre e minha sorte a época foi que pegava {a lei} os ex-territórios e o Davi Alcolumbre é do Amapá, por isso, que ele pressionou para poder passar. Porque o irmão dele estava em campanha {para prefeito}, senão nem isso teria acontecido. E foi uma articulação exclusivamente minha os 8% que a PM teve”, alfineta Luís Miranda.

Em tom energético, ele continua questionando a um possível interlocutor o sobre o deputado Hermeto.

“Me diz o que Hermeto fez, rapaz! Para me dizer que estou ajudando apenas a PCDF e não a PM. Todo mundo sabe que se vier recurso do governo federal terá aumento para todos. O governador deixou isso claro, que quer atender a todos. E se a PCDF conseguir economizar dentro da sua estrutura para ter 5% a mais, parabéns para eles, a PM que faça o mesmo”, desafia.

Por último, o Deputado Luís Miranda ainda fala sobre a sua luta pela mudança do “poderá” pelo “deverá” na Lei 12.086/09 que beneficiaria uma grande quantidade de policiais militares tornando as reduções de interstícios obrigatórias, em caso de exigência de vagas.

“Eu lutei muito, mas foi muito mesmo pela Polícia Militar, para acabar com o ‘poderá’ e trocar pelo ‘deverá’. E o Hermeto entrou lá, porque sabia que eu iria marcar um ponto político e atrapalhou. Foi ele que atrapalhou. Todo mundo da cúpula do governo sabe que neste momento ele cresceu lá dentro. Porque teria um déficit grande nas contas do governo, porque as promoções iriam acontecer, estava na portinha. O governador já estava negociando comigo para saber como é que nós faríamos e ele chegou lá e atrapalhou”, conclui reforça.

Para concluir, ele reforça a ideia de que o deputado Hermeto tem atrapalhado os projetos.

“Quem é da política sabe que o Hermeto é um inútil que só atrapalha e continua atrapalhando. Olha ele aí caçando briga com um deputado federal que luta pela segurança pública do DF, pelo bombeiro, pela PMDF, mas naquele momento o assunto era PCDF, pois aprovamos uma lei voltada para a saúde da PCDF”, concluiu.

Quem entrou no meio da briga e também se posicionou foi o candidato a deputado Distrital Jabá, sargento da PMDF, 2º colocado no PTC nas eleições de 2018, com 6.218 (seis mil duzentos e dezoito) votos, atrás apenas do Deputado eleito à época, Eduardo Pedrosa.

“É por isso, que entendo que a nossa categoria precisa ter um parlamentar com identidade com a tropa, que sabia agregar, que saiba conversar com o governo, mas primeiramente tratando do que a tropa deseja e precisa. Porque a nossa categoria vem sofrendo há anos, muitas vezes com esses desmandos. Em especial, com deputados que não tem compromisso com a base. Muito pelo contrário, como o foi o caso do ‘poderá’ pelo ‘deverá’, trabalha para atrapalhar a corporação”, disse jabá sobre o deputado hermeto.

Redação
Redaçãohttps://policiamentointeligente.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -