- PUBLICIDADE -

Com mais de 20 rotas turísticas, Brasília mostra que não é só política

Turismo rural, religioso, cívico, cultural, náutico, arquitetônico e ecológico, tudo reunido numa única cidade, Brasília, a capital do Brasil. Conhecida pelos prédios de arquitetura moderna de Niemeyer, onde os destinos do país são decididos, a cidade vai bem além da arquitetura e do poder.

Localizada no Planalto Central – região de cerrado – Brasília é cercada de uma natureza exuberante. São mais de 100 cachoeiras e nascentes dos afluentes dos rios Preto e Descoberto nas fronteiras leste e oeste do Distrito Federal. Tudo isso justifica a exuberância da natureza da região.

Para que Brasília e o DF sejam conhecidos em sua plenitude, a Secretaria de Turismo do Distrito Federal criou material com 23 rotas a serem conhecidas. Elas têm como base o turismo cívico, náutico, cerrado, arquitetônico, cultural, fora dos eixos (regiões administrativas) e da paz. O material que apresenta alternativas além do já conhecido e famoso turismo cívico, está à disposição de turistas de outros estados de e de brasilienses nos Centros de Apoio ao Turista (CAT), aeroporto, 308 Sul e Rodoviária Interestadual.

“Brasília oferece um grande número de atrativos fora do Plano Piloto. O Distrito Federal já é apontado como um dos melhores lugares para o turismo rural. De acordo com a Embratur, somos o quarto polo em hospedagem rural do País”, destaca o secretário de Turismo, Willian Almeida.

Vinhedo Lacustre, no Lago Norte | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

O gestor aponta, ainda, que vários atrativos surpreendem, como a Chapada Imperial, com suas mais de 50 cachoeiras, o Lago Oeste, com restaurantes e pousadas de estilo regional e atrações como vinícolas que oferecem experiências gastronômicas. Em todo o DF são cerca de 100 quedas d’água.

“Temos também a Rota do Cavalo, uma atração que nos encanta como se estivéssemos no interior de Minas Gerais, Goiás e São Paulo”, frisa Almeida. A Rota do Cavalo tem 13,8 km e nasceu há cerca de 30 anos.

Turismo que cresce

Localizada na Área de Proteção Ambiental (APA) do Cafuringa, a Chapada Imperial, a 50 km do centro de Brasília, é um dos destinos de turismo ecológico que mais cresceu nos últimos anos. O espaço recebe turistas há 22 anos.

No início era aberto apenas para uso diário com passeios e almoço. Atualmente, dispõe de cinco chalés, cinco quartos e área de camping, que já chegou a receber 120 barracas. O local também promove o ecoturismo e a educação ambiental com grupos de escolas e demais turistas que visitam o local.

“Somos parceiros do Ibama no combate ao tráfico de animais. Nosso trabalho é responsável pela devolução à natureza de 18 mil animais”, explica o empresário Márcio Imperial.

 

Redação
Redaçãohttps://policiamentointeligente.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -