- PUBLICIDADE -

Delegação brasileira de natação paralímpica já está na Ilha da Madeira

A delegação brasileira que participará do mundial de natação paralímpica já está na Ilha da Madeira, em Portugal, para a disputa da competição. O Brasil enviou a Portugal uma delegação de 29 atletas, todos eles integrantes do Bolsa Atleta, programa de patrocínio direto executado pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

Dos 29 convocados, 26 pertencem à categoria Pódio, a principal do programa, voltada para atletas que se qualificam entre os 20 melhores do ranking mundial. O mundial contará com a presença de mais de 600 atletas de 70 países. É o primeiro evento de grande porte da modalidade no ciclo para os Jogos Paralímpicos de Paris, na França, em 2024.

Esse mundial, inclusive, será o primeiro sem o multicampeão Daniel Dias. Ele se aposentou nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, deixando na história um currículo de 40 pódios em mundiais (31 ouros) e 27 em Jogos Paraolímpicos, 14 de ouro. Mas o Brasil chega a Portugal com uma nova geração de atletas no masculino e feminino.

Um dos exemplos recentes é Gabriel Araújo, de 20 anos, apontado pela organização do evento como uma das estrelas potenciais da competição. Com dois ouros (50m e 200m livre) e uma prata conquistados em sua estreia nos Jogos Paralímpicos, em Tóquio 2021, Gabriel é apontado como um dos favoritos da Classe S2, tanto pelo desempenho técnico quanto pelo carisma, uma das características do atleta.

Segundo o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), 35% dos atletas da delegação nacional têm menos de 23 anos, o que indica uma renovação qualificada e consistente, já que os índices exigidos para garantir vaga na seleção levam em conta a possibilidade real de os atletas chegarem às finais em suas provas.

Redação
Redaçãohttps://policiamentointeligente.com
Portal Especializado em Segurança Pública e Política.
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -