- PUBLICIDADE -

As mudanças virão, precisamos acreditar! A construção é diária!

Sei que as vezes minhas postagens parecem monótonas e repetitivas, mas acredito no que tenho feito. Aprendi que uma pessoa ao ler sobre um determinado tema, repetidas vezes, uma hora por dia, torna-se especialista no assunto. Tenho repetidas vezes falado sobre mediação de conflitos, policiamento comunitário, polícia comunitária, mobilização social, policiamento inteligente e política. Meu intuíto é formar vários leitores “especialistas” nestes assuntos. Creio que a “teoria” contribui como uma “base ideológica” que nos norteia ao longo do tempo. É um projeto a longo prazo!
Quando falamos em liderança não podemos nos esquecer que todos os líderes tiveram uma “ideologia” que deu sustentação aos seus ideais, ou seja, um conjunto de idéias, sistematizado ao longo do tempo que norteou a luta de cada um. Em nossa Corporação nunca tivemos uma “ideologia”, por isso nunca tivemos liderança. Hoje a “ideologia”  que me norteia é a “ideologia progressista”, que é fortalecida pela “filosofia” que “prega” a busca da eficiência, eficácia e efetividade de nossas ações, sejam elas políticas ou policiais. Meu blog e meu livro são instrumentos que potencializam tais idéias. Eles fortalecem minha liderança (influência) por meio do fortalecimento do meu capital intelectual, político e social.  É importante compreendermos isso.
Alguns cobram uma maior “efetividade” de minhas “AÇÕES”, ou uma maior participação de minha pessoa em movimentos reivindicatórios e “associações”. Tenho uma visão diferente do tema. Não sou favorável de tais “associações”, por isso não dialogo com elas. Prefiro fazer parte de um “movimento”, chamado “Policiamento Inteligente”, pois movimento representa uma “ação”, que pode tocar e não pode ser tocado! Movimentos são dinâmicos, somos todos nós em ação, ou seja, em busca da eficiência, eficácia e efetividade de nossas ações, sejam elas individuais ou coletivas!
Creio que quando a “tropa” passar a ter uma “visão” mais “ampla” do todo seja mais fácil tomar esse posicionamento. Ainda não é minha hora, mas ela chegará. Não podemos ser imediatista em um projeto maior do que um projeto salarial, que é a reforma policial no Brasil, o que defendo diuturnamente. Sempre disse que chegaria um dia em que o discurso salarial se esvaziaria e que teríamos que achar outras alternativas para sobrevivermos no sistema. Teríamos que buscar outras bandeiras, mesmo que disfarçadas, para conseguirmos melhorias salarias. Tal dia está chegando! Precisamos avançar, ter uma visão mais ampla do todo, fortalecer potenciais lideranças, participar efetivamente do processo, contribuir de várias maneiras com tais mudanças! Precisamos de líderes em nossa Instituição! Cada policial é um líder em potencial!
Precisamos compreender a importância das idéias, do debate, do planejamento (onde estamos e onde queremos chegar, o que faremos e como faremos), da mobilização social, de encontrarmos soluções inteligentes para o problema e do poder de nossas ações individuais e coletivas. Temos aprendido e amandurecido muito politicamente nos últimos anos, mais ainda é pouco. Falta-nos ainda aprendermos a definir com clareza o que queremos e como atingiremos nossos objetivos. Negociar é preciso. Precisamos aprender a mudar o poder de influência da mão do Governo para nossas mãos, eis o desafio deste semestre!
Quando aprendermos isso avançaremos em nossas conquistas!
A construção é diária! As mudanças virão!

“As pessoas primeiramente aceitam o líder e, depois, sua visão! Ou seja, as pessaos aceitam o líder, depois os seus planos.”

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -