- PUBLICIDADE -

Vida fácil? É sempre a do vizinho!!

A vida de um policial não é muito diferente, independente do Estado em que ele viva…
Alguns dizem que é difícil ser policial no Rio de Janeiro e São Paulo e que em Brasília é uma maravilha. Ser policial é difícil em qualquer lugar!!
Policial militar é baleado dentro de ônibus no SIG
Publicação: 15/01/2010 08:36 Atualização: 15/01/2010 15:05
Um policial militar foi baleado dentro de um ônibus por volta das 7h30 desta sexta-feira (15/1), próximo à igreja evangélica Fonte da Vida, na Quadra 1, do Setor de Indústrias Gráficas (SIG). O autor dos disparos já foi preso e o policial levado pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). Waldiney Pereira Teixeira foi atingido na mandíbula e estava consciente quando foi socorrido. Segundo informações do delegado-adjunto da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro) Márcory Geraldo Mohn, a vítima não corre risco de morte.
Waldiney estava no ônibus quando teve sua arma (de posse particular), um revólver calibre .38, com seis munições, roubada por Edmar Alencar Ramos, 24 anos, autor do disparo. No momento do crime, o coletivo estava parado para alguns passageiros descerem e o rapaz conseguiu fugir. Uma outra pessoa que o acompanhava no ônibus também conseguiu escapar. Segundo testemunhas, ele entrou no transporte coletivo que vinha logo atrás. “Vamos investigar e tentar identificar a pessoa que estava em companhia do criminoso”, disse o delegado.
Edmar foi preso por policiais militares em uma parada de ônibus na quadra 104 do Setor Sudoeste, onde esperava outro transporte para fugir. Houve reação na hora da abordagem, mas ele acabou sendo conduzido à 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro).
O ônibus, da empresa Viplan, fazia a linha 156, trajeto do Guará para a W3 Sul. De acordo com o motorista do coletivo, Rafael Cardoso, de 27 anos, no momento do disparo os passageiros pularam a catraca e fugiram do ônibus pela porta da frente. Segundo ele, Edmar entrou no ônibus na primeira parada do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). “Ouvi o tiro e só vi os passageiros descerem correndo. Fiquei sem reação”, conta.
A assistente administrativa Cristiane Moura, 35 anos, estava próxima à catraca, conversando com a cobradora do ônibus. “Escutei o tiro e as pessoas começaram a empurrar para fugir. Eu fiquei com o policial e esperei os bombeiros chegarem”. Cristiane avisou à esposa de Waldiney o que havia acontecido.
De acordo com o delegado da 3ª DP, o policial trabalhava no 12º Batalhão Judiciário e pegava o mesmo ônibus que Edmar todos os dias. O criminoso tinha passagens pela polícia por latrocínio, porte de drogas e danos ao patrimônio público. Ele estava em regime semi-aberto e trabalhava na defensoria pública, do Centro de Assistência Judiciária do DF.
Se for condenado, Edmar pode pegar de 20 a 30 anos de prisão, podendo ser reduzida a pena por ser tratar de uma tentativa de latrocínio. Ele nega o crime e disse que só vai se pronunciar em juízo.
Fonte: Correio Braziliense
Soldado leva tiro no rosto dentro de ônibus no SIG
15/01/2010 – 09:46:09
Na manhã de hoje (15), um soldado do 12º Batalhão de Polícia Judiciária, Valdinei Teixeira Pereira, foi baleado no rosto dentro de um ônibus no SIG. O disparo foi efetuado com a própria arma do soldado quando Edimar Alencar Ramos tentou roubá-la.
Valdinei seguia no ônibus linha 153, que segue do Guará para a W3 Sul, quando na altura do SIA, Edimar embarcou. Na parada do SIA em frente a Churrascaria Chamas, Edimar tentou roubar a arma de Valdinei que reagiu e seguiu-se o disparo que atingiu o soldado na mandibula.
O criminoso fugiu mas foi preso em outra parada de ônibus na 104 do Sudoeste. Ele cumpria regime semi-aberto e tem uma vasta ficha criminal.
Algumas horas depois, o outro suspeito, que também estava no regime semi-aberto, foi localizado pela PMDF onde trabalhava como contínuo por determinação da justiça. O acusado foi identificado através de uma mancha de sangue em sua camisa.
Valdinei está no Hospital de Base, não corre risco de morte e seu quadro é estável. No momento, os médicos discutem se o projétil deverá ser retirado.
Atualizado às 16h
Fonte: Jornal de Brasília
PM prende homens que tentaram matar policial
15/1/2010 15:38:00
Assunção e Marcio Dequiqui
da Comunicação Social
Policial militar é alvejado ao deslocar para o trabalho em um coletivo, por volta das 7h30 de hoje, 15 de dezembro.
O fato, que ocorreu no Setor de Indústrias Gráficas, teve início quando dois suspeitos entraram no transporte e depararam com o policial. Após alvejá-lo, os acusados correram e entraram em outro ônibus que seguia para o Sudoeste.
A equipe do serviço de inteligência do BPTran passou as descrições dos acusados ao tenente Newton e ao soldado Jairo, que conseguiram localizar um deles na parada da SQSW 104 do bairro. No momento da abordagem, o suspeito chegou a esboçar reação, mas foi devidamente contido pela equipe do oficial-de-dia do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar.
O agressor foi preso e encaminhado à delegacia responsável pela área, onde foi autuado por tentativa de homicídio. Verificou-se que o autor do disparo possui antecedentes por porte ilegal de arma de fogo, roubo e encontrava-se no regime semi-aberto.
Algumas horas depois, o outro suspeito, que também estava no regime semi-aberto, foi localizado pela PMDF onde trabalhava como contínuo por determinação da justiça. O acusado foi identificado através de uma mancha de sangue em sua camisa.
A vítima foi encaminhada ao Hospital de Base do Distrito Federal, onde passou por uma tomografia. O quadro é estável e os médicos discutem a possibilidade de remoção do projétil.
Fonte: PMDF

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
Notícia anteriorAnistia a policiais!
Próximo notíciaO líder que faz a diferença!
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -