- PUBLICIDADE -

Polícia Militar lança programa de metas para os próximos anos – Policiamento inteligente?


O segredo para atingirmos a eficiência, a eficácia e a efetividade nas ações de policiamento poderia ser resumido na “expressão matemática”:
PLANEJAMENTO + PROFISSIONALIZAÇÃO DO PROCESSO + INVESTIMENTO NA BASE = MUDANÇA CULTURAL
DISTRITO FEDERAL
 Polícia Militar lança programa de metas para os próximos anos
Da redação em 17/02/2011 19:19:59
A PMDF traçou 212 ações, entre administrativas e operacionais, que serão cumpridas a curto, médio e longo prazo. As metas foram definidas com base na previsão dos impactos sofridos pela segurança pública do Distrito Federal até 2022, levando-se em consideração as mudanças nos cenários econômicos e sociais, tais como crescimento populacional, aumento do número de veículos e elevação do PIB. “Trata-se de um processo eficiente a fim de preparar a Polícia Militar do DF para os novos contextos de mudanças que virão. O governo apóia inteiramente o plano estratégico já que ele vai atuar na prevenção e redução da criminalidade, no direitos humanos e na participação comunitária, além de ir de encontro com nossa intenção de aumentar o efetivo, instalar câmeras nas cidades e ter a participação da sociedade nas decisões do governo”, disse o governador Agnelo Queiroz. Um das ações estratégicas diz respeito ao sistema de informação da corporação. Serão adquiridos softwares que auxiliarão, por exemplo, na análise criminal e permitirão mapear as zonas de criminalidade de acordo com os níveis de risco. Por meio dele, as informações colhidas no policiamento de rua serão registradas no sistema e, ao final de 15 ou 30 dias, a PM poderá direcionar sua equipe de acordo com a necessidade e potencializar o desempenho da ação policial preventiva. “Dessa forma, a PM poderá analisar a migração da criminalidade em tempo real e mudar, quando necessário, a locação das equipes de acordo com a demanda”, explicou o sub-comandante geral da PMDF, Suamy Santana da Silva. O policiamento comunitário também está entre as metas. Serão adquiridas bases móveis, do tipo vans, que terão apoio de motocicletas e viaturas, além de monitoramento de câmeras. A ideia é que o policial esteja efetivamente nas ruas. Ao contrário do que ocorre hoje, quem ficará na base será um motorista, para que o PM possa ter o contato direto com a comunidade e o comércio local. E poderá servir, ainda, para a realização de outros serviços, como a emissão de carteira de identidade. Informações da Agência Brasília. Outra ação já em andamento diz respeito ao atendimento turístico, já pensando na Copa do Mundo. Na última quarta-feira (16/02), além das 100 novas viaturas da Polícia Militar, foram apresentados seis ônibus modernos e equipados para servirem de comando móvel. Dentro desta ação, de acordo com o sub-comandante geral da PMDF, a corporação irá adquirir, ainda, armamentos e munições não letais, materiais de fiscalização de trânsito e dotar os policiais de equipamentos individuais de comunicação. “Com o reforço das viaturas e dos novos ônibus, o governo deu uma demonstração da primeira série das ações de policiamento inteligente. E essas metas, lançadas hoje, vão de encontro com o interesse de fazer de Brasília a cidade mais segura do país, preparada para grandes eventos”, completou o governador.
FILOSOFIA COMUNITÁRIA + MÉTODO (PROFISSIONALIZAÇÃO) + AÇÃO DE POLICIAMENTO EFICIENTE = POLICIAMENTO INTELIGENTE (EFICIÊNCIA, EFICÁCIA E EFETIVIDADE NO POLICIAMENTO) – MELHOR SERVIÇO, COM O MENOR CUSTO POSSÍVEL, E MAIOR SATISFAÇÃO DA POPULAÇÃO!
Fonte: http://www.estacaodanoticia.com/index

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -