- PUBLICIDADE -

A depressão em nosso meio…

Recentemente no meu facebook:(http://www.facebook.com/aderivaldo.cardoso/posts/416501235073391?notif_t=like),  fiz uma postagem sobre depressão:
“Pessoas depressivas permitem que três padrões mentais criem raízes profundas em sua mente. Esses padrões tornam-se o filtro, a lente por meio da qual elas percebem o mundo. A pessoa em estado depressivo pensa que ela não é suficientemente boa, que seu mundo é frio e cinza e que não há esperança no seu futuro. A partir desse ponto de vista, tudo a sua volta é usado para criar argumentos que dão suporte a essas crenças. Isso acontece, principalmente, quando algo de errado acontece. Além disso, há três características básicas em cada um desses padrões de comportamento: personificação, generalização e exagero. Ou seja, a pessoa percebe tudo como se fosse pessoal, como se estivesse relacionado diretamente com ela; generaliza coisas que acontecem uma única vez como se isso sempre acontecesse; e, por último, exagera a dimensão dos fatos.”
Hoje vou complementá-la:
“A pessoa depressiva olha para sua vida e foca no passado ou somente no presente. Acreditando não ser possível sair do mundo cinza que ela vive. Ela olha para o futuro e vê refletido nele a imagem obscura do presente. Ela não consegue ver esperança de um futuro distinto do presente. Na sua imaginação, o presente, com todas suas amarguras, se repete eternamente. É isso que geralmente acontece. Se a pessoa depressiva pudesse imaginar no presente uma realidade mais colorida no futuro, essa visão, por si só, mudaria seu estado de espírito e a tiraria da depressão. Mas como ela não se vê feliz no presente, e como o presente afeta sua maneira de ver o futuro, isso dificulta a possibilidade de imaginar que ela estará feliz amanhã. De modo simples precisamos aprender que o futuro pode ser diferente do presente. Se quisermos mudar nossa situação de vida, precisamos, assumir o controle do nosso pensamento e definir o futuro sem levar em conta nossa situação atual. Isso significa, em outras palavras, que precisamos criar no presente o futuro que queremos. E isso deve ser feito com ajuda do poder de nossa imaginação.”
Como você se imagina nos próximos cincos anos? Quais são seus sonhos e desejos mais profundos?
 
Ps: Me perguntaram sobre o significado da foto. Particularmente, gostei das cores e do ancião com o menino. Acho que ele está explicando algo a ele. Não tem um significado para mim, apenas achei bonita. Peguei em um banco de imagens.
Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -