- PUBLICIDADE -

Fundo de saúde da PM não garante boa prestação de serviço para os policiais militares!

Publicação: Sábado, 12/02/2011 às 10:43:14

 

Cristina Sena
[email protected]ornaldebrasilia.com.br
Todos os meses, policiais e bombeiros militares do Distrito Federal têm 2% da renda descontados para o Fundo de Saúde. O recurso deveria ser utilizado para manter a assistência médica e odontológica prevista em lei. No entanto, os servidores reclamam da demora no atendimento nas policlínicas das corporações.
Só na PM, a arrecadação para a assistência é de R$ 13 milhões. Dez vezes menor que o valor destinado pelo Fundo Constitucional para a atenção à saúde dos quase 15 mil policiais e seus familiares, que é de R$ 137 milhões. Mesmo assim, a Policlínica da PM funciona em estrutura precária, com apenas 54 médicos para mais de 100 mil pacientes. 
No entanto, segundo  o diretor de Comunicação Social da Associação dos Oficiais da PM e Bombeiros Militares da Reserva, coronel João Vítola, a maioria está em funções administrativas. “Deve haver somente dez médicos nos consultórios”. Pela manhã, longas filas se formam para as especialidades de cardiologia, pediatria, ortopedia, entre outras.
Leia a matéria completa na edição deste sábado (12) do Jornal de Brasília
Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -