- PUBLICIDADE -

Como tornar-se uma liderança policial?

Ontem tive a oportunidade de ministrar minha última aula no Curso de Nivelamento de Praças – CNP. Uma pequena equipe de 07 policiais, comandados pelo Cap. Araújo, e alguns instrutores fizeram a diferença na vida de milhares de policiais que por lá passaram (aproximadamente dez mil policiais). E eles com certeza fizeram a diferença em nossas vidas. Agradeço ao Grande Criador pela oportunidade de todas as quintas compartilhar experiências com esses novos e velhos amigos.
A idéia principal difundida naquelas aulas foi a de que: TODO POLICIAL É UM LÍDER EM POTENCIAL, pois ao entrar no curso de formação, de oficiais ou de praças, o policial já é investido de PODER, AUTORIDADE E LEGITIMIDADE para atuar, necessitando posteriormente conquistar a CONFIANÇA da sociedade, sendo esse nosso maior desafio! Liderar é influenciar.  E nós policiais devemos influenciar a sociedade, sendo agentes transformadores de comportamento.

Para Heim e Elwood Chapan – “as pessoas podem se classificar em dois grupos: as que criam seu próprio futuro e aquelas que deixam que outras pessoas criem por elas.” O policial líder tem esse poder de alterar o futuro das pessoas. Tanto criando coisas boas, quanto coisas ruins.
 Para ser o um bom líder ou um bom policial líder (comunitário) sugiro algumas idéias:
1) Promova o desenvolvimento pessoal do grupo sob sua responsabilidade ou comando;
2) Tenha consciência de que todos aqueles (as) que trabalham com você, sem importar a experiência, posto ou graduação, devem desenvolver habilidades, aperfeiçoando-se constantemente, visando a excelência do serviço prestado para comunidade e para a instituição. Seu trabalho como líder é dar essa oportunidade. Ser um agente de mudança!
3) Crie meios de transmitir seus conhecimentos adquiridos dentro e fora da Corporação por meio de cursos, seminários e fóruns:
4) Trabalhe diretamente com sua equipe compartilhando opiniões;
5) Mantenha o pessoal atualizado dos problemas do Distrito Federal, das Regiões Administrativas, Bairros, áreas de atuação da UPM, setores e subsetores de sua responsabilidade;
6) Visite seu comandante imediato, seus subordinados distribuídos no terreno, autoridades civis e militares locais, líderes comunitários, comerciantes, representantes eclesiásticos, professores, alunos e possíveis aliados da polícia, para conhecer a fundo os problemas locais fomentando debates e o fortalecimento da imagem da Corporação;
7) Promova reuniões para tratar de temas importantes para o bom desempenho do trabalho policial e segurança da comunidade;
8) Promova a leitura sobre temas relacionados com a atividade policial e interação comunitária;
9) Difunda a visão da instituição. Explique sobre o papel da polícia dentro da sociedade;
10) Informe sobre o que se pretende com o trabalho que é desenvolvido pela Unidade e como a comunidade pode ser útil nessa área para melhorar a segurança local;
11) As equipes e pessoas informadas esperam sempre com interesse os resultados obtidos e colaboram para alcançar as metas pretendidas;
12) Fomente o bom desempenho do pessoal mantendo-os inteirados sobre a maneira como desempenham o trabalho, para isso é necessário: Mostrar o que se espera deles, informar sobre como eles podem melhorar, ter em mente as habilidades e limitações de cada um, descobrir as habilidades não utilizadas por cada um e mostrar os melhores caminhos para desenvolvê-las, reconhecer o mérito das pessoas, parabenizá-las quando merecerem, agradecer a colaboração pelos trabalhos realizados, pelo empenho dedicado e pelos esforços especiais;
13) Respeite os subordinados: tratando-os como gostaria de ser tratado, respeitando os sentimentos da equipe, lembrando-se que não está sempre de acordo com o que as outras pessoas sentem ou pensam não representa falta de respeito;
14) Atue com atenção, nada como envolver-se em uma tarefa para motivar outras pessoas a fazer o mesmo;
15) Escute a equipe, solicite que opinem sobre a maneira como entendem a missão ou atividade a desenvolver, seus objetivos e metas, também é importante discutir sobre seus temores, suas dúvidas e sugestões.
E lembre-se:
“É impossível haver desenvolvimento sem mudanças. E se uma pessoa não consegue mudar a si mesma não mudará nada e nem ninguém.”

A polícia precisa mudar;
A polícia está mudando;
A polícia irá mudar!

Aderivaldo Cardoso
Aderivaldo Cardosohttps://policiamentointeligente.com
Especialista em segurança pública e cidadania, pós graduado pelo Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília
- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -